Blog Academia

Sabe aquele sal diferente no mercado? Não é tudo a mesma coisa. Vamos descobrir um pouco mais sobre cada um deles:

 

Sal marinho – este é o mais puro de todos. Com 99% de cloreto de sódio, ele é um pouco mais fino que o sal grosso e mais granulado do que o refinado.

Sal grosso – queridinho dos brasileiros para temperar carnes de churrasco, este sal não passa por refino e provoca uma sensação de explosão quando dissolve na boca. Seu índice de cloreto de sódio e iodo são os mesmos do sal refinado.


Flor de sal – delicadas e translúcidas, as flores de sal são extraídas da superfície das salinas. Por ter um sabor mais leve, é utilizado para realçar o sabor dos alimentos após o cozimento, até mesmo no próprio prato.

 

Sal defumado – com sabor bem específico e acentuado existem diversas formas de prepará-lo, geralmente sobre o calor e fumaça da queima de madeiras nobres, deixando um gosto mais forte do que o natural.


Sal rosa do Himalaia – extremamente puro.Ele é composto por mais de 70 minerais e extraído de fossas subterrâneas. Com um tom rosado, resultado da combinação de manganês e ferro, é extremamente saudável e combina perfeitamente com carnes grelhadas.


Sal avermelhado – também conhecido como sal do Havaí, ele não é refinado e se origina no mar de Alaea. Sua coloração vermelha provém do dióxido de ferro e por seu sabor ferroso adocicado, é ideal para receitas de carnes e aves.


Experimente todos e descubra novos sabores!

Compartilhe

Comente